Cabeçalho 1

9 de out de 2012

Deputado Soares comenta greve dos servidores da saúde

Publicado originalmente no site do deputado Sargento Soares
A deflagração da greve dos servidores estaduais da saúde foi comentada na tarde desta terça-feira (09/10) pelo deputado Sargento Amauri Soares em seu pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa. Os servidores estão há mais de um mês mobilizados em torno do reajuste salarial, quando o governo, segundo o deputado, "de forma imprudente provocou a categoria".

A mobilização começou depois que Secretaria de Estado da Saúde anunciou o corte gradual de horas extras, chamadas de horas plantão, e a contratação de 300 servidores para o Hospital Regional de São José. Segundo o Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde), o pagamento da hora plantão representa hoje de 30 a 75% do salário dos servidores. Por mais de 20 anos, ainda segundo o sindicato, o governo se utilizou do expediente da hora plantão para suprir a falta de funcionários, deixando os servidores, na opinião do deputado, "sufocados por uma jornada de trabalho intensa".


Para Sargento Soares, o argumento da contratação de 300 novos servidores não se sustenta porque a defasagem na SES é de 3 mil profissionais. “O governo prejudicou o orçamento familiar dos servidores e provocou ainda mais a debilitação da qualidade do serviço prestado à população. A categoria que estava sufocada por uma jornada intensiva de trabalho, esgotada física e psicologicamente, e a atitude do governo fez acordar a categoria”, disse o deputado.

Sargento Soares afirmou que espera uma contraproposta do Executivo para retomar o diálogo com a diretoria do sindicato para que a população volte a ser atendida o mais breve possível - e não no prazo de até 15 dias, conforme nota divulgada pelo governo nessa segunda-feira 08.


Além do aumento salarial, os servidores pedem melhores condições de trabalho e na infraestrutura dos hospitais e contratação de mais funcionários.