Cabeçalho 1

5 de dez de 2010

Sérgio Cabral quer unificar polícias Civil e Militar do Rio

Conforme publicação no jornal "Extra" (abaixo), o próprio governador Sérgio Cabral (PMDB) já defende abertamente a unificação das polícias Militar e Civil. Sua ideia é criar uma terceira instituição que pode absorver as outras duas - já cheias de vícios e com guerras intracorporações intermináveis e filosofias de trabalho inconciliáveis. Grande aliado do governo federal, Cabral pode conseguir fazer aprovar sua proposta no Congresso Nacional.

A PEC-21/2005, do senador Tasso Jereissati (PSDB), é uma das proposições que tramita no Congresso Nacional que permite a unificação das polícias.

A proposta permite que cada estado organize as instituições de segurança pública do jeito que achar melhor. A PEC recebeu parecer contrário, por inconstitucionalidade, do ex-senador e ex-policial civil Romeu Tuma (PTB), em abril desse ano, mas já foi para análise da Subcomissão de Segurança Pública.

Mais recentemente, o deputado federal Celso Russomanno (PP/SP) apresentou projeto que dissolve as polícias Civil e Militar e cria a nova Polícia nos Estados, através da PEC-430/2009. A proposta também desmilitariza os Corpos de Bombeiros, que são independentes da PM, e a Polícia Militar do Distrito Federal. Desde dezembro do ano passado, a proposta foi apensada à PEC-432/2009 do deputado e policial federal Marcelo Itagiba (PSDB/RJ).

Este blog já havia publicado proposta semelhante à do governador Cabral, seguindo sentimento das conferências estadual e nacional de segurança pública.

Leia a matéria publicada no "Extra", no sábado, 4  de dezembro (clique na imagem para ampliar):