Cabeçalho 1

30 de jun de 2010

DEM começa enfraquecido

A campanha de Raimundo Colombo (DEM) começa enfraquecida. Explica-se: apesar de contar com a formação da tríplice aliança, os principais partidos que compõem a candidatura entraram divididos e de forma forçada.

Enquanto a base e a cúpula nacional do PMDB queriam candidatura própria ou pelo menos aliança com Ideli Salvatti (PT), os caciques locais manobraram para construir a chapa com os Democratas. Tomaram vaias e não vão levar toda a base peemedebista.

Na outra ponta da tríplice, a base do PSDB buscava aliança com o PP ou candidatura própria. Determinação da direção nacional obrigou os tucanos catarinenses a fecharem com o DEM, caso contrário haveria intervenção. Enquanto algumas lideranças locais do PSDB defendiam veementemente a chapa com os progressistas, outras gostaram da atitude da nacional. O próprio governador Leonel Pavan queria sua própria candidatura. É mais um partido que entra rachado para compor a unidade.