Cabeçalho 1

14 de mai de 2010

Negociação entre saúde e governo mais próxima do fim


Fotos: Linete Martins / Divulgação

O governo do Estado deu mais um aceno em direção a um acordo com os trabalhadores da saúde. Em reunião, na tarde de sexta-feira (14), entre os dirigentes do Sindsaúde e o secretário da Administração, Paulo Eli, foi confirmado que o governo que vai acatar a reivindicação da categoria e incorporar ao vencimento o abono de 16,78% para toda a Secretaria da Saúde, independente do nível e do local de trabalho.

A conversa teve ainda a presença da deputada Ana Paula Lima (PT), representando a comissão de Saúde da Alesc.

Segundo informou o sindicato, a incorporação do abono para todos os servidores vai significar um impacto de R$ 41 milhões na folha de pagamento, enquanto que a medida provisória que concedia reajuste discriminatório teria impacto de R$ 39 milhões.

O governo agora vai estudar um parecer legal, através da Procuradoria do Estado, para encaminhar projeto de lei à Assembleia Legislativa até 3 de junho.

Na próxima quarta-feira (19), o governo se reúne novamente com o Sindsaúde.