Cabeçalho 1

4 de mai de 2010

Andrino critica diretoria da Casan

Dirigindo-se à deputada Ada de Luca, mulher do presidente da Casan, o deputado Edison Andrino, criticou a tentativa da diretoria da empresa em dividir parte dos lucros, de quase R$ 2 milhões, entre a diretoria. Para o deputado, Santa Catarina, que tem um dos piores índices de saneamento básico do país, não pode se dar ao luxo de usar esse dinheiro para o benefícios de poucos. Ele defendeu o uso dos recursos para amenizar os problemas de saneamento no Estado. Além do mais, disse, "eles [os diretores] já ganham bons salários".

Andrino pediu uma investigação sobre os balancetes financeiros da empresa. Ele não acredita nos valores divulgados.

O deputado ainda insinuou que as finanças da empresa são usadas para influenciar campanhas eleitorais. Em novembro de 2007, foi sepultada a tentativa de criação de uma CPI para apurar compra de votos pela estatal em favor da deputada Ada.

Andrino, Ada e Valmor de Luca, presidente da Casan, são todos do PMDB.

* Atualização às 16 horas:

O deputado Joares Ponticelli pediu a reabertura da CPI da Casan.