Cabeçalho 1

7 de jun de 2008

É proibido




A "política de segurança" da Coordenadoria de Informática da Assembléia Legislativa proíbe acesso a alguns site, entre eles, orkut.com, youtube.com e twitter.com. Falar de censura é muito forte. Mas certamente é uma postura, no mínimo, ignorante. Ou a internet é livre ou não é livre. Não existe meio termo.

Quando se tenta entrar em alguns desse sites, aparece as mensagens acima. A explicação, se escrever para o e-mail divulgado, é que esses sites, principalmente o Youtube, roubam muita banda da rede.

Já os programas de mensagens instantâneas, como o MSN, só podem ser instalados mediante ofício e autorização da coordenadoria. É a política da burocracia, porque a justificativa pode se qualquer uma.

Felizmente a burocracia é burra. O Google Video, por exemplo, é possível ser acessado, mesmo tendo a mesma função e pertencer a mesma empresa do Youtube (Google). Também é possível acessar o WebMSN.

Pode se admitir que essas ferramentas são usadas para o ócio, por isso a proibição. Se isso for verdade, está se admitindo que os servidores da Assembléia, deputados e visitantes não tem discernimento para separar hora de trabalho e de lazer.