Cabeçalho 1

8 de jun de 2008

Dança das cadeiras: ainda sobre os suplentes

Separando o joio do trigo, é preciso informar que dos 13 integrantes da bancada de suplentes, cinco estão assumindo a vaga de deputados que deixaram o cargo para assumir uma Secretaria de Estado.

Outros cinco estão saindo por motivos eleitorais. Pré-candidatos a prefeitos e integrantes da base governista, esses parlamentares não querem se desgastar com a votação do projeto do novo sistema de previdência para os servidores públicos estaduais. Mais vale a pena se afastar por dois meses e abrir a vaga para um correligionário do que votar um projeto bastante impopular - pelo menos entre os funcionários públicos.

Veja quem saiu e por que saiu:

Pré-candidatos a prefeito

César Souza Júnior (DEM): vai disputar a prefeitura de Florianópolis, Capital do Estado e o maior reduto de servidores públicos de todos os poderes.

Darci de Matos (DEM): concorre a prefeito de Joinville, maior colégio eleitoral de SC.

Dagomar Carneiro (PDT): ex-vice-prefeito, vai disputar a prefeitura de Brusque.

Edson Dias - Piriquito (PMDB): ex-suplente, assumiu a titularidade na Assembléia recentemente e vai ser candidato a prefeito de Balneário Camburiú.

Genésio Goulart (PMDB): concorre a prefeito de Tubarão.

Secretários de Estado

Onofre Santo Agostini (DEM): deixou a Assembléia no meio do caminho e agora é o responsável pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável.

Luiz Eduardo Cherem (PSDB): se afastou da Alesc no início para ser secretário de Estado da Saúde. Também é candidato a prefeito de Balneário Camburiú.

Gilmar Knaesel (PSDB): também saiu do Parlamento logo no começo para assumir Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.

Altair Guidi (PPS): abriu espaço para o Professor Grando a fim de assumir a Secretaria do Planejamento.

Antonio Ceron (DEM): Teve uma passagem relâmpago pela Assembléia. Assumiu de manhã e se licenciou a tarde somente para receber o salário de deputado, que é maior que o de secretário. Diferentemente dos outros cinco dessa lista, não saiu da Assembléia para assumir cargo no governo do Estado. Ele próprio era suplente de Darci de Matos, e somente entrou no Parlamento por causa dos proventos, depois abriu a vaga para o próximo da lista.

Ronaldo Benedet (PMDB): continuando o trabalho da gestão passada de LHS, o deputado saiu rapidinho para assumir Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa do Cidadão.

Agora resta saber o que é joio e o que é trigo.