Cabeçalho 1

16 de abr de 2011

Uso de escola estadual pela Alesc repercute na Folha SP


A transferência da Escola Celso Ramos para a Assembleia Legislativa está rendendo, agora, em nível nacional. O assunto foi matéria na "Folha de São Paulo" de 16 de abril (sábado):

Escola desativada vira anexo da Assembleia de Santa Catarina

DE SÃO PAULO - O governo de Santa Catarina decidiu transformar uma escola desativada no fim de 2010, no centro de Florianópolis, em um anexo da Assembleia Legislativa.

A escola estadual Celso Ramos, que já teve 1.200 alunos, encerrou as atividades com cerca de 300 após registrar vários episódios de violência. Em outubro de 2010, a diretora foi apedrejada por um aluno.
Com um decreto publicado na semana passada, o governador Raimundo Colombo (DEM) concedeu à Assembleia, por 20 anos, a área de 5.088 m2, com 3.358 m2 construídos. O Palácio Barriga Verde, sede do Legislativo catarinense, tem cerca de 12 mil m2 de área construída.

A ideia é instalar no local 300 funcionários administrativos, que trabalham hoje em um edifício alugado.

O decreto pegou de surpresa moradores da localidade de Morro da Cruz, região carente de onde vinha a maioria dos estudantes. "Queremos o espaço para um centro de educação infantil para 500 crianças, numa região que tem 2.000 em fila de espera", disse o líder comunitário Rogério Rodrigues.

A prefeitura diz que negociava desde 2010 a transferência da estrutura para o município. O Estado afirma que desconhecia a negociação, aberta na gestão anterior.