Cabeçalho 1

4 de jan de 2011

Colombo defende caráter técnico da segurança pública

Fonte: Secretaria de Estado de Comunicação

Foto: Antônio Carlos Mafalda / SECOM
Em sua primeira participação em um ato público desde que tomou posse, o governador Raimundo Colombo acompanhou, nesta segunda-feira (3), a passagem do comando-geral da Polícia Militar. O coronel Nazareno Marceneiro assume a corporação no lugar do coronel Luis da Silva Maciel, que ocupava o comando desde abril de 2010. “Nós nos comprometemos em dar curso a um trabalho técnico. O secretário é técnico, os comandantes seguiram o mesmo aspecto e mesma coisa foi feita na polícia civil. Queremos dar a eles toda a segurança para que desenvolvam o seu trabalho sem nenhuma interferência política e eleitoral em qualquer circunstância”, afirmou Colombo.
Marceneiro foi comandante dos batalhões de Lages, Criciúma e Joinville antes de assumir o comando geral da PM. A nomeação faz parte da proposta do governador Raimundo Colombo em compor a área de Segurança Pública do Governo com nomeações técnicas. O novo comandante-geral também é doutorando da Universidade Federal de Santa Catarina, onde estuda o tema policiamento comunitário, mesmo tema de seu mestrado na universidade.
O secretário da Segurança Pública e Defesa do Cidadão, César Grubbi, ratificou o novo comandante-geral afirmando que a próxima ação para a área é tornar o Estado mais visível, através da PM, para reforçar o caráter preventivo do policiamento.
“O coronel Nazareno é um especialista no tema polícia comunitária. Essa troca de comando busca deixar a polícia mais próxima do cidadão”, explica o chefe da comunicação social da PM de Santa Catarina, João Schorne de Amorim. No mesmo ato, o coronel Valdemir Cabral, da 1ª Região da PM na Capital, assumiu como subcomandante-geral da PM. A chefia do Estado-Maior foi assumida pelo coronel Valter Cimolin, antigo comandante da 6ª Região da PM em Criciúma.