Cabeçalho 1

23 de mai de 2010

Dança das cadeiras na PM

Cotado para ser o comandante-geral da Polícia Militar, o ex-presidente da Associação de Oficiais (Acors), coronel Marlon Jorge Teza, deixou de ser corregedor-geral da PM e teve que se contentar com cargo na Diretoria de Formação e Capacitação Profissional na Secretaria da Segurança Pública - subordinado ao secretário de Estado, o delegado André Mendes da Silveira.

A Corregedoria Geral agora está sob o comando do coronel Adriano Gilwan Coelho da Silva.

O coronel Fred Harry Schaufferth, que recentemente ganhou a presidência da Acors, deixou a Diretoria de Saúde e Promoção Social, que cuida entre outras coisas do Hospital da Polícia Militar, para assumir a Diretoria de Instrução e Ensino. A DIE é responsável pela famosa Academia da Trindade.

O coronel Cantalício Oliveira assume sua vaga na DSPS.

O coronel Anselmo Souza, que era diretor da DIE, vai para a direção do Centro de Comunicação Social.

O coronel João Luiz Botelho, que era chefe da Casa Militar no governo Luiz Henrique da Silveira, assumiu a Diretoria de Pessoal, que era ocupada pelo coronel Albanir Santos.

Essa é a dança das cadeiras no alto escalão da Polícia Militar promovida pelo comandante-geral coronel Luiz da Silva Maciel.