Cabeçalho 1

16 de set de 2009

Andes: sim ou não?

A Apufsc (Associação dos Professores da UFSC) realiza hoje e amanhã duas assembleias que vão definir o futuro político da entidade. Serão colocadas em votação as propostas de saída do Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior) e transformação da Apufsc em sindicato próprio.

O Andes é uma das federações de trabalhadores do país que mais tem feito oposição ao governo Lula. No espectro político, está à esquerda do PT, contendo composições políticas do PSTU, Psol, comunistas, bolivarianos, trostkystas e intelectuais de esquerda independentes.

Essa oposição ao governo petista rendeu a criação de uma outra federação de associações de professores universitários - chamada de Proifes (Fórum de Professores das Instituições Federais de Ensino Superior) - formado por um agrupamento mais chapa branca e ligado ao governo federal.

A direção política que atualmente ocupa a Apufsc está à direita do governo Lula, e também tem interesses contrários ao Andes. A campanha pela desfiliação está sendo conduzida também por setores do CTC (Centro Tecnológico) e pela Administração da UFSC.

Vai ser uma votação importante e que pode influenciar o sindicalismo catarinense, principalmente porque a Apufsc é um dos poucos sindicatos em SC que se comporta de forma autônoma e independente. Claro, vai influir ainda na vida dos 1.600 professores.